População sofre com abandono dos reservatórios de água em Ouro Preto

População sofre com abandono dos reservatórios de água em Ouro Preto
Texto: Catharina Waichert / Foto: Amanda Alves

O sistema de abastecimento que atende a cidade de Ouro Preto, implementado durante o período imperial do país, continua a servir a população da cidade, mas pela falta de políticas públicas, a população da região dos inconfidentes sofre devido o abandono desses reservatórios.

Localizado no bairro Água Limpa, o Reservatório III, é afetado pelo mal estado de conservação e a falta de monitoramento da qualidade da água. A estrutura da casa de tanque tem ferragens expostas, as portas e janelas já não existem mais, os canos estão enferrujados e o telhado cheio de buracos.

O crescimento populacional e a modificação do solo, por exemplo, são aspectos que influenciam diretamente nesses conflitos, devido a falta de planejamento para o futuro da cidade.

A criação de um projeto que visava a limpeza do local mediante um laudo geológico, a preservação pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) da mina e do chafariz e a criação do Museu da Água também foram discutidos, contudo, meses se passaram, a gestão mudou e nada foi feito.

O Jornal Lampião prepara uma reportagem sobre o abandono dos reservatórios de água em Ouro Preto, fique ligadx para saber mais informações sobre a atual situação dessas obras.