Novos CEPs entram em vigor no município de Mariana

Alteração dos códigos de endereçamento divide opiniões dos moradores; segundo os Correios, mudança irá agilizar o serviço de distribuição na cidade

PRODUÇÃO: MARCELA MUDADU, MARIA LUÍSA SOUSA REIS, MARIA GABRIELA MEIRELES
 

Desde junho deste ano, todos os logradouros do município de Mariana estão endereçados por CEPs específicos: cada quadra, rua, alameda, viela, avenida e travessa da cidade e distritos passou a ter um Código de Endereçamento Postal individual. Os novos CEPs,  de acordo com os Correios, contemplam aproximadamente 573 logradouros e são codificados entre os números 35420-000 e 35427-898, que substituem o geral 35420-000 (Mariana) e 35421-000 (Passagem de Mariana).

Consulte no mapa abaixo os novos CEPs: 

 

O Código de Endereçamento Postal(CEP), criado em 1971 pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, tem como objetivo orientar e facilitar o monitoramento e a separação de correspondências em todos os logradouros do Brasil. Por meio do CEP, é possível mecanizar e simplificar os processos de triagem, encaminhamento e distribuição de objetos postais. Segundo a cartilha dos Correios de Codificação Postal por Logradouro, com o crescimento e desenvolvimento das cidades, o serviço postal tornou-se mais complexo, sendo necessária a identificação de cada endereço com um CEP específico e, por esse motivo, o município de Mariana sofreu essa mudança dos números postais.

Para alguns moradores, a mudança foi benéfica, uma vez que irá agilizar o serviço dos Correios, mas também gerou desconforto, visto que houve uma falta de comunicação entre os Correios e a população sobre a troca dos Códigos Postais. Thiago Nepomuceno, comerciante local, conta que realizou algumas compras online durante a alteração do CEP e passou por transtornos. Ele relata que as mercadorias foram postadas, mas não foram entregues, uma vez que a plataforma em que fez suas compras não reconheceu o novo código postal. “Deu uma certa dor de cabeça porque teve o processo de devolução, o de estorno e também o de refazer a compra. Eu acredito que foi uma mudança necessária até para simplificar a entrega (…) A falha foi não ter feito isso com antecedência e avisar a própria cidade. Eu mesmo se estivesse sabendo antes não teria feito a compra até ter certeza que iria chegar no meu endereço” afirmou. Thiago menciona ainda que na segunda tentativa de comprar na mesma plataforma, também teve dificuldade, pois os aplicativos não estavam atualizados com os novos CEPs.

Já a professora Cíntia de Cássia, que afirmou ter o hábito de comprar pela internet, conta que não houve nenhum impasse desde a alteração do CEP de sua casa: “Alguns sites não aceitaram a alteração do código, mas a criação de um novo cadastro possibilitou que as compras fossem realizadas”.

A equipe do Lampião cadastrou, em 16/07/21, os novos CEPs de Mariana nos três grandes sites de compras do país, de acordo com a notícia divulgada no Diário do Estado, em 07/05/21, e em todas as tentativas foi possível concluir o pedido.