Doação aos bancos de leite materno auxilia quem precisa exclusivamente do aleitamento

Doação aos bancos de leite materno auxilia quem precisa exclusivamente do aleitamento
Texto: Catharina Waichert / Foto: Amanda Alves

Apesar do tabu que a amamentação ainda enfrenta, ela é uma forma eficaz de proteger os bebês de alergias, anemia e infecções respiratórias. A Organização Mundial da Saúde (OMS) orienta que a amamentação exclusiva ocorra, pelo menos, até o sexto mês de vida do bebê.

Atualmente, apenas 38% deles tem essa alimentação. O Banco de Leite Humano (BLH) da Santa Casa de Misericórdia de Ouro Preto é uma instituição de saúde com um local dedicado a coletar, armazenar, preservar e entregar leite humano.

A Santa Casa atualmente leva o título de “Hospital Amigo da Criança”, uma iniciativa idealizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Fundo Internacional de Emergência das Nações Unidas para a Infância (Unicef) com o objetivo de proteger e apoiar o aleitamento materno. O BLH atende a população materno-infantil do município, e a doação de leite humano atende principalmente as crianças em situação de vulnerabilidade internadas na Santa Casa.

O atual baixo estoque de leite na região afeta diretamente esses bebês que precisam exclusivamente desse tipo de alimentação.

As doações podem ser feitas na Santa Casa das 7 às 18 horas, de segunda à sexta-feira. É necessário que a mulher ligue antes para o número (31) 3551-1133 (RAMAL 210) para realizar um cadastro. Deste modo, a mulher receberá um kit para a doação e uma assistente a auxiliará a realizar a doação de forma correta e segura.

O Jornal Lampião está preparando uma matéria sobre o Banco de Leite na cidade de Ouro Preto. Confira logo mais no nosso site a reportagem completa.